Não há bala de prata contra fraudes, diz executiva da Telefônica

fraud

Compartilhe